Dicas para você comprar online

Por Camila Fremder

 

Quem nunca se pegou dando aquele scroll despretensioso na timeline e esquecendo da vida ao entrar nos sites das marcas que
mais ama? Quando você menos espera, 6 peças no carrinho. Você faz uma conta matemática rápida, de cabeça, e pensa que aquela “parcelinha” não vai pesar no orçamento dos próximos meses, e afinal de contas, você merece muito todas essas peças.


Na hora a gente fica feliz, realizada, mas quando chega a fatura e somamos cada coisinha, vem o grito: “não é possível que gastei tudo isso!”. Mas tudo o que está ali é sim, gasto seu, e o que era uma parcelinha acabou se transformando em várias parcelinhas.

 

Fazer compras online é fácil e não dá nenhum trabalho, a gente nem percebe o dinheiro indo embora. E aí que vai a primeira dica: deu uma espiadinha em algo que quer muito
comprar? Não compre na hora, espere o dia seguinte e se faça essas três perguntas:


- Eu preciso disso?
- Eu tenho dinheiro?
- Tem que ser agora?


Se a sua resposta for não para qualquer uma dessas 3 perguntas, eu te aconselho a não fazer essa compra. Calma, não fica bravo comigo, por favor! Eu só quero ajudar, tá?  Esse é o momento de pesquisar um pouco mais, encontrar descontos. Quem não ama um desconto? Quem não comemora um desconto fazendo uma dancinha ridícula? Será que só eu faço isso?

Por exemplo, alguns cartões de crédito têm parcerias com marcas e oferecem descontos exclusivos para os seus clientes. Vale ver se o seu também tem, vai perder uma chance de economizar?

Outra dica importante é começar a anotar todos os seus gastos, seja num papel ou numa planilha. Assim, fica mais fácil entender o que você pode ou não gastar naquele mês ou pelos próximos meses.


Eu nem sempre fui assim, mas aprendi na marra, e hoje em dia sinto até prazer em ver que tá tudo nos conformes, financeiramente falando. É claro que de vez em quando dou uma escorregada, porque sim, mereço meus agradinhos, mas já sendo organizada é bem mais fácil saber o que posso ou não posso naquele mês, e assim, fazer uma compra planejada.  Eu garanto que quando esse hábito entra na rotina fica mais fácil do que comprar as “brusinha” online, viu? Dica de mãe!